segunda-feira, 14 de maio de 2012

SISTEMA ENDÓCRINO E O CONTROLE DAS FUNÇÕES DO CORPO


O controle das funções do corpo

Os sistemas nervoso e endócrino são responsáveis pela coordenação e integração do nosso organismo.
O modo de controle utilizado por ambos os sistemas é diferente e a velocidade de comunicação entre as diversas partes do corpo também. O sistema nervoso estabelece essa comunicação por meio de uma rede de nervos. Quando o impulso nervoso é enviado pelos nervos, chega ao destino e desencadeia uma ação com duração de milésimos de segundo. É uma comunicação rápida e direcionada a uma parte específica do corpo, músculo ou glândula como as salivares, por exemplo.
O sistema endócrino, por sua vez não usa nervos nem impulsos nervosos. Esse sistema utiliza a corrente sanguínea como meio de transporte para substâncias específicas: os hormônios.
Os hormônios são mensageiros químicos produzidos e secretados por células em quantidades mínimas e se espalham por todo o corpo, chegando a todas as células por meio do sangue. Desencadeiam, porém, as reações desejadas apenas nas células sensíveis a eles.
A comunicação por meio de hormônios é um pouco mais demorada que por impulsos nervosos. De fato, os efeitos de um hormônio levam segundos ou minutos para serem desencadeados.
Apesar de mais demorada, essa comunicação pode atingir grande quantidade e variedade de células, não apenas as células de músculos ou de glândulas.
O sistema endócrino é constituído de glândulas endócrinas que secretam os hormônios. Existem nove glândulas endócrinas no corpo humano, porém hormônios também são secretados por alguns tecidos que não são partes de glândulas.
ATIVIDADES:

1- Esquematize a ação dos hormônios.
2- Compare a ação do sistema nervoso com a do sistema endócrino.
3- Nem todas as glândulas são endócrinas. Pesquise sobre glândulas endócrinas e exócrinas e produza um pequeno texto diferenciando-as.
4- Faça um desenho do corpo humano com a localização das glândulas presentes no quadro abaixo. Não esqueça de nomear as glândulas desenhadas.
5- Preencha o quadro resumo proposto em sala de aula, de acordo com a exposição dos trabalhos dos colegas:
O HIPOTÁLAMO E HIPÓFISE


Localizado nas profundezas do cérebro, o hipotálamo tem várias funções, dentre as quais:
- Regular determinados processos metabólicos e outras atividades autônomas,
- Secretar neuro hormônios, atuando no controle do sistema endócrino, regulando a secreção hormonal da hipófise, que influencia funções tão diversas como o metabolismo, a reprodução, as respostas aos estímulos agressivos e a produção de urina.
- Controlar a temperatura corporal, a fome, sede, e os ciclos circadianos,
- Tem papel importante na homeostase corporal,
- É o principal centro da expressão emocional e do comportamento sexual, como sensações de prazer sexual, sentir-se relaxado e “bem” após uma refeição, a raiva e o medo.


O hipotálamo estimula a glândula hipófise a liberar os hormônios gonadotróficos (FSH e LH), que atuam sobre as gônadas, estimulando a liberação de hormônios gonadais na corrente sanguínea. Na mulher a glândula-alvo do hormônio gonadotrófico é o ovário; no homem, são os testículos. Os hormônios gonadais são detectados pela pituitária e pelo hipotálamo, inibindo a liberação de mais hormônio pituitário, por feed-back.
Como a hipófise secreta hormônios que controlam outras glândulas e está subordinada, por sua vez, ao sistema nervoso, pode-se dizer que o sistema endócrino é subordinado ao nervoso e que o hipotálamo é o mediador entre esses dois sistemas.

O hipotálamo também produz outros fatores de liberação que atuam sobre a adeno-hipófise, estimulando ou inibindo suas secreções. Produz também os hormônios ocitocina e ADH (antidiurético), armazenados e secretados pela neuro-hipófise.

fontes:
http://www.afh.bio.br/endocrino/endocrino1.asp
http://www.jorgebastosgarcia.com.br/endocrino.html
http://www.hcor.com.br/index.asp?Fuseaction=Conteudo&Menu=12,29,140,0&ParentID=140
acesse e veja mais sobre outras glândulas e hormônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário